Blog
5 dicas para consumir moda de maneira mais sustentável

5 dicas para consumir moda de maneira mais sustentável

Já falamos aqui no blog sobre o quanto é importante consumir de forma mais consciente, mas acreditamos que esse é um tema muito relevante para não ser discutido outra vez. Aliás, é sempre válido lembrar dos problemas causados ao meio ambiente por conta das nossas “necessidades” de consumo. Resolvemos dar algumas ideias práticas para você consumir moda de maneira mais sustentável. Acompanhe!

Já falamos aqui no blog sobre o quanto é importante consumir de forma mais consciente, mas acreditamos que esse é um tema muito relevante para não ser discutido outra vez. Aliás, é sempre válido lembrar dos problemas causados ao meio ambiente por conta das nossas “necessidades” de consumo. Os impactos ambientais gerados pela indústria da moda, por exemplo, são devastadores, afinal, trata-se da segunda mais poluente — perdendo somente para a do petróleo. É para isso que contribuímos toda vez que vamos ao shopping fazer compras em fast fashions. Isso sem mencionar que muitos desses produtos são itens “da moda”, cujo desuso ocorrerá em poucos meses para, em seguida, acontecer o descarte. Percebe a gravidade da situação? Com isso em mente, resolvemos dar algumas ideias práticas para você consumir moda de maneira mais sustentável. Acompanhe!

Powered by Rock Convert

1. Estude sobre moda sustentável

Muitas pessoas acreditam que basta ser vegano para se tornar um consumidor sustentável. De fato, uma coisa complementa a outra de diversas formas, no entanto o consumo consciente vai além de adotar um estilo de vida mais natural e livre de exploração animal. Por causa de crenças inocentes como essa que é fundamental estudar bastante o assunto. Para tanto, existem vários livros incríveis que podem mudar sua vida. Tire um tempinho para ler e aprender sobre moda sustentável. Veja algumas sugestões de títulos:
  • Moda ética para um futuro sustentável, de Elena Salcedo;
  • Moda com propósito, de André Carvalhal;
  • Eco Chic, de Matilda Lee;
  • To Die For – Is Fashion Wearing Out The World?, de Lucy Siegle;
  • Moda Sustentável, de Alison Gwilt;
  • Wear No Evil, de Greta Eagan.

2. Dê uma chance aos brechós

brechos moda sustentavelA roupa mais sustentável é aquela que já existe, pois mesmo a empresa mais eco-friendly do mundo produzirá uma peça que exige o consumo de recursos naturais, como a água. Sendo assim, optar por algo já usado é uma forma de não contribuir para a produção de algo novo cujos processos envolverão, mesmo sem querer e minimamente, impactos ambientais. Ultimamente, temos visto uma grande onda de valorização acerca dos brechós. As pessoas estão repensando seus hábitos, por isso recebem tão bem essa nova maneira de consumir moda. Os brechós estão em alta e é possível encontrar uma infinidade de opções na internet, inclusive. Além disso, existem brechós de curadoria exigente e com peças de altíssima qualidade. Vale muito a pena pesquisar no Instagram, mas não deixe, também, de conhecer os espaços físicos da sua cidade — assim é mais fácil e divertido de garimpar!

3. Explore os bazares sociais

Sabe aquele bazar da igreja do seu bairro ou de qualquer outra instituição? É possível encontrar roupas realmente boas nesses locais e, ainda, ajudar uma causa. Claro que dificilmente será uma experiência glamourosa, mas é uma alternativa mais sustentável, com certeza. Uma sugestão é o Bazar Samburá na Vila Mariana, São Paulo, onde a renda é toda revertida para o tratamento das crianças da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente). O lugar é enorme e abarrotado, por isso é interessante ir com tempo e paciência. Lá, você encontrará muitas peças de qualidade, bijuterias, calçados, bolsas, itens decorativos e, até mesmo, móveis para sua casa.

4. Faça trocas com outras pessoas

Já considerou organizar um evento de trocas com seus familiares, amigos e amigas? Todo mundo tem roupas, calçados e outros itens que já não usam mais, não é mesmo? Essa pode ser uma oportunidade para juntar o útil ao agradável: ter um tempo de qualidade com pessoas queridas e se divertir enquanto troca tudo aquilo que não quer mais por outras coisas. Ademais, muitas lojas colaborativas, como a Bee! Colaborativa, e casas culturais realizam esses eventos de trocas. Pesquise em sua cidade.

5. Valorize o movimento Compro de Quem Faz

O movimento Compro de Quem Faz é uma iniciativa que busca fortalecer o trabalho de pequenos produtores, como artesãos e artistas cujo trabalho é manual e em pequena escala. Portanto, comprar dessas pessoas envolve impactos ambientais, sociais e econômicos consideravelmente menores que os de uma grande indústria. Busque saber quem são os produtos locais da sua região e conheça seus colaboradores (se existirem), métodos de produção e outros detalhes. Tenha em mente que comprar um produto feito com todo amor por uma pessoa é muito mais humano, significativo e sustentável. Percebeu que a moda sustentável é muito mais acessível do que pensava? Tem ideia neste post que, inclusive, não fará você gastar um real sequer! No mais, lembre-se que autoconhecimento é essencial para comprar roupas que representem algo para você e não serão descartadas após a euforia. Gostou deste post e quer ficar por dentro dos próximos conteúdos? Assine a newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.