Blog
5 dicas para diminuir o descarte de resíduos na pandemia

5 dicas para diminuir o descarte de resíduos na pandemia

Mesmo em isolamento social produzimos resíduos. Por isso confira 5 dicas para continuar avançando no sentido de uma vida sem lixo.

Enquanto estamos em isolamento social por causa da pandemia, temos que adotar medidas que podem estar levando ao aumento na geração de resíduos em nossas atividades: as poucas lojas a granel não podem mais permitir o uso de clientes levando suas próprias embalagens; fica mais difícil retornar embalagens aos produtores; o aumento do delivery e do e-commerce traz o aumento de embalagens; e as próprias medidas de higienização demandam maior uso de produtos como álcool e água sanitária, além de máscaras, luvas e EPI’s descartáveis que se tornam necessários.

Além disso, catadoras e catadores enfrentam condições ainda mais adversas nesses tempos, não tendo como continuar suas atividades.

Ainda não existem muitos dados e pesquisas que comprovem este aumento. Pode ser que a produção de resíduos apenas tenha se deslocado, afinal o consumo em restaurantes e na rua também gera resíduos, só que agora temos que lidar com eles em nossas casas. De qualquer forma, estamos diante de um possível cenário de aumento nos materiais consumidos no dia a dia + diminuição da reciclagem.

Então, podemos buscar olhar para a situação e nos questionar sobre como continuar avançando no sentido de uma vida sem lixo. Assim, seguem alguns temas de reflexão e continue acompanhando pois no final daremos 5 dicas para você questionar seu consumo!

O normal que não faz sentido

O mais estranho não é a necessidade agora de maior uso de materiais de uso único, mas sim o fato de que nosso estilo de vida anterior à pandemia já adotava práticas “emergenciais” em situação “normal”. Nos acostumamos a achar correto usar materiais, como o plástico, com alta durabilidade (muitas centenas de anos) para serem usados apenas uma vez e por poucos minutos, às vezes segundos. Comidas prontas, enlatadas, embaladas, processadas e “rápidas” se normalizaram, mesmo em condições de paz e estabilidade.

descarte de resíduos depois da pandemia
Fonte: Neomondo

Agindo como consumidores

Talvez nosso impacto de consumidor não seja o mais preocupante, mas é bastante significativo. Agora, mais do que nunca, precisamos nos organizar e exigir essas mudanças, já que temos um futuro em disputa.

Conhecer de quem a gente compra e propor/exigir melhores soluções trabalhistas e soluções de embalagem e de entrega são alguns dos pontos da pauta. Com apoio, os pequenos mercados e pequenos produtores têm capacidade de mudar sua logística para atender as pessoas próximas.

De acordo com a Bea Johnson, referência do movimento “zero waste”, a grande vantagem do estilo de vida e do movimento “zero waste” é que nos torna mais autossuficientes e altamente adaptáveis. Características que são de grande valor neste momento.

Outras questões

Não sabemos por quanto tempo essa situação irá se prolongar, e podemos também enfrentar novas pandemias e isolamentos intermitentes. Portanto, é momento de estarmos atentes.

De um ponto de vista pessoal, grandes questionamentos são sobre como apoiar pequenos empreendimentos que se preocupam com seus impactos a passarem por este momento e sobre como cuidar das pessoas que diariamente fazem o trabalho de percorrer as ruas para recolher o material reciclável, um trabalho essencial para o futuro dos resíduos.

Ao mesmo tempo, buscamos soluções para criar ambientes mais saudáveis para nossas atividades que não exijam muito descarte de materiais e uso de substâncias tóxicas.

Powered by Rock Convert

Algumas dicas para diminuir seus resíduos

1. Faça compras mais bem planejadas

Com planejamento do que vamos cozinhar e comer, podemos fazer compras mais acertadas, sem desperdício e evitamos comprar mais vezes por esquecer algum item.

2. Coma mais comidas frescas

Quando substituímos os produtos industrializados por produtos frescos, evitamos uma série de embalagens. Além de ser melhor para a saúde.

3. Composte seu resíduo orgânico

Essa é a dica de peso da vez. Ao compostar nossos resíduos, já estamos resolvendo mais da metade do problema, já que mais de 50% do resíduo gerado em nossas casas são orgânicos. Além de gerarmos composto, um material super valioso e cheio de nutrientes que, pelo bem da humanidade, não podemos continuar deixando ir embora. 

4. Faça seus próprios produtos de limpeza e de higiene

Sim, existem muitas receitas disponíveis que necessitam de poucos ingredientes, são mais baratas e simples de fazer.

5. Faça o máximo que der você mesmo

Aproveite o momento para desenvolver habilidades, aprender a fazer aquele pão, plantar aqueles temperos, comer mais comida preparada por você mesmo, consertar uma roupa etc.

Assim exercitamos nossa capacidade de lidar com as situações, desenvolvemos autonomia e poupamos recursos. 

FOTO do post: China, março de 2017.


Luíza Caldas é engenheira ambiental, fundadora da @vamos.coviver e do @obiobar. Permacultura, comunidades sustentáveis e conexão de pessoas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.