Blog
7 dicas para ser vegano se você não fica sem queijo

7 dicas para ser vegano se você não fica sem queijo

Fizemos uma enquete no Instagram e muita gente respondeu dizendo que o “problema” maior é o queijo. Por isso decidimos fazer um post inspirado no post do blog ILoveVegan sobre isso. Acompanhe!

Já falamos aqui no blog sobre alimento(s) e produto(s) que você não se vê sem, e por isso não consegue se comprometer 100% com o veganismo por causa deles.

Mas fizemos uma enquete no Instagram e muita gente respondeu dizendo que o “problema” maior é o queijo. 

Por isso decidimos fazer um post inspirado no post do blog ILoveVegan sobre isso. Acompanhe!

1) Tire o queijo no final da sua transição

Se o queijo é um alimento que te barra a ser vegan, faça a transição de todos os outros alimentos não-vegan para alternativas veganas e fique realmente à vontade com eles antes de tentar remover o queijo da sua dieta. 

2) Vá cortando alguns tipos de queijo

Primeiro de tudo, comece cortando completamente tipos de queijo que não são seus favoritos absolutos. Dê uma olhada nas suas refeições e pare de colocar esses queijos em pratos que realmente não precisam dele, ao menos se você realmente ficar mal sem queijo. Quando estiver satisfeit@ neste ponto, passe para o passo 3 ou o 4 ou o 5. 

3) Entregue-se gradualmente

Lentamente, reduza seu consumo de queijos em geral. Você pode fazer isso removendo um tipo de queijo preferido de cada vez, diminuindo gradativamente a quantidade de queijo que você põe em suas refeições habituais, ou fazendo lentamente receitas deliciosas que sejam novas para você e sem leite.

Tente achar algum lugar que faça queijo vegano, ou faça o seu próprio (existem algumas receitas na internet e vamos postar algumas aqui), antes de se tornar vegano. Uma sugestão é começar com uma proporção de 75% de queijo lácteo, 25% de queijo vegano. Depois de uma semana ou duas (ajuste o tempo com base em como você se sente!), mude para 50/50, depois de um tempo diminua para 25/75, até que você tenha mudado confortavelmente para um queijo vegano com pouco desconforto.

Como dissemos no outro post, às vezes misturar também pode ser ruim, porque você poderá ficar comparando e ainda preferindo o queijo lácteo. Tenha em mente que são coisas diferentes… (Veja o passo 6) Se preferir, só dê um tempo sem o queijo lácteo, tipo algumas semanas. Pode ser que você pare de sentir desejo, perceba que realmente a presença do queijo não é tão importante assim, mas pode ser também que você comece a desejar algum queijo… então nesse momento você pode experimentar o queijo vegetal. Mas lembre-se: são sabores diferentes!! (Veja o passo 6 para você entender melhor a diferenciação)

Powered by Rock Convert

4) Evite a tentação

Nem pense em pizza. Evite todas as mídias sociais de alimentos. Não assista a comerciais. Evite restaurantes com seus pratos de queijo favoritos. Apenas isole-se completamente de todas as coisas que te fazem ficar com vontade. Honestamente, os desejos irão embora.

Dado interessante: Há algumas pesquisas sobre a possibilidade de o queijo ter uma qualidade viciante – desde a ingestão da caseína até a liberação de casomorfinas no momento digestivo. Não vamos fingir por aqui que entendemos o que isso quer dizer, mas se você estiver interessad@, talvez queira fazer pesquisas sobre casomorfinas, caseína e possível estimulação do apetite (especialmente para alimentos com alto teor de gordura) e qualidades que causam dependência no queijo.

5) Decida-se

Tem a opção também de você apenas decidir uma data de quando você vai parar de comprar produtos de origem animal. Enquanto não chega esse dia, você pode comer o que quiser, qualquer que seja o queijo que esteja na sua cozinha. Talvez você racione por um tempo, talvez você simplesmente termine logo. É totalmente com você, mas quando acabar e o dia chegar, você estará pront@.

como deixar de comer queijo
freepik

6) Entenda que queijos veganos não são lácteos

Como dissemos anteriormente, não tente comparar queijos veganos com os não-veganos (mesmo que seja chamado de cheddar, ou mozza, ou estilo gouda, ou o que for). Tente pensar que eles são apenas mais tipos de queijo (como existem vários estilos de queijo lácteo: queijo de “leite de vaca”, ou queijo de “leite de cabra”, etc.). Pense que os queijos veganos são apenas queijos de leite de planta. Não precisa compará-los a qualquer outra coisa

7) Seja paciente

Dê tempo e seja paciente consigo mesm@. Não deixe que o pensamento de “tudo ou nada” impeça que você faça mudanças positivas em sua vida. Se o queijo é uma luta real para você, tente reduzir o consumo de queijo, tanto quanto possível. 

Como sempre frisamos por aqui, ser vegan é fazer o que está ao nosso alcance, em nossa realidade.

Faça a diferença escolhendo opções veganas em todos os lugares possíveis e práticas para você. Se você levar muito tempo para cortar o queijo, tudo bem! 

Mas tente desafiar a si mesm@ e tente fazer o melhor que puder. Não há absolutamente nenhuma razão para permitir que um alimento seja sua desculpa para rejeitar o veganismo. 

Faça o que pode! 
Traduzido e adaptado de: Blog Ilovevegan.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.