Blog
7 plantas difíceis de matar para ter em casa

7 plantas difíceis de matar para ter em casa

Quem nunca achou impossível ter plantas em casa porque toda planta que tinha morria? Seus problemas acabaram com essas 7 plantas! Finalmente você poderá ter sua urban jungle!

Quer aderir ao Urban Jungle na sua casa ou no seu apartamento, mas tem a impressão de que a jardinagem não é para você? Seus problemas acabaram, pois este post foi escrito justamente para pessoas que não nasceram com o dom do dedo verde (mas que estão dispostas à conquistá-lo).

Todavia, é importante ter em mente que cuidar de plantas é uma questão de observação, pois, assim como nós, elas são únicas e precisam de atenção. Não existe uma fórmula exata para fazê-las dar certo. É experimentação e muita, mas muita paciência.

Sabemos que é tendência encher a casa de plantinhas, mas não podemos deixar de mencionar o bem-estar que elas trazem para o nosso dia a dia. Sem mais delongas, preparamos uma lista com 7 plantas difíceis de matar para quem é novo nesse mundo verde ou pensa que não leva jeito para a coisa. Acompanhe!

1. Jiboia

Essa folhagem está presente em 100% dos perfis de plantinhas no Instagram! E há uma boa razão para isso: ela é superfácil de cuidar — e também maravilhosa, vamos combinar. Falo isso por experiência própria, afinal, a jiboia foi a primeira verdinha que vingou na minha mão.

Dependendo da quantidade de luz que recebe, suas folhas apresentam tonalidades mais claras ou mais escuras. O indicado é regar duas vezes na semana. Outra sugestão é mantê-la suspensa em um cantinho especial da sua casa. Sala de Pinterest? Temos também!

2. Zamioculca

Essa plantinha é ideal para todo tipo de casa ou apto: com pouca, média ou muita luminosidade. Suas folhas são tão verdinhas e firmes que até parecem artificiais, mas acredite quando digo que é preciso quase nada de esforço para mantê-la sempre linda. Basta regar uma vez na semana (ou sempre que o solo estiver seco) e tirar as folhas secas que surgem vez ou outra.

3. Lírio-da-paz

Existe planta que floresce na sombra? A resposta é sim, e a lírio-da-paz é uma delas. Para isso, são necessários alguns cuidados, como não deixá-la tomar muito sol (isso pode queimar suas folhas), evitar ambientes com temperatura inferior a 15°C e regá-la a cada dois ou três dias na semana. Apenas se atente para não molhar as flores, combinado?

Powered by Rock Convert

4. Cactos e suculentas

plantas fáceis para ter em casa
Photo by Scott Webb from Pexels

O cacto é uma planta natural do deserto, então, não tem erro: ele ama o sol. Mantenha a planta em algum cantinho que bata luz solar direta e regue uma vez a cada dez dias. Entretanto, existem várias espécies de cacto, por isso é sempre importante questionar na hora da compra se algum cuidado específico é necessário.

Com relação às suculentas, tenha em mente que o corpinho delas já é cheio de água e que, por essa razão, exigem poucas regas. Isso as tornam perfeitas para os mais esquecidos ou para quem viaja e não sabe como cuidar das plantas nas férias. Em todo caso, lembre-se dessa regrinha:

  • folhinhas murchas e/ou apodrecidas significa excesso de água;
  • folhinhas enrugadas significa desidratação.

5. Espada-de-são-jorge

Clássica na decoração verde, a espada-de-são-jorge é adaptável e resistente, suportando tanto o frio quanto o calor — aliás, ela aguenta até o ar condicionado. Outro ponto interessante sobre essa planta é que ela está ligada à prosperidade. Portanto, lembre-se de deixá-la ao lado esquerdo da porta principal da sua casa.

6. Clorofito

Além de ser uma planta difícil de matar, o clorofito depura o ar, eliminando substância nocivas do ambiente, como monóxido de carbono e xileno. Isso não é papo de vendedor não, a própria NASA conduziu um estudo que confirmou essa ação purificadora.

Para manter a planta saudável e em crescimento, regue uma vez por semana e garanta luminosidade, protegendo-a, porém, da luz direta do sol. O clorofito não gosta de água estagnada, portanto não é preciso usar prato em baixo do vaso.

7. Aglaonema

O mais difícil sobre essa planta é, sem dúvidas, pronunciar seu nome. A aglaonema é adequada para ambientes internos e não gosta de sol direto. Em contrapartida, adora uma meia-sombra, calor e umidade. A dica é manter o solo sempre úmido com regas de duas a três vezes por semana (e não esqueça de borrifar água nas folhas também).

Espero que este post tenha inspirado você a trazer um pouco da natureza para dentro do seu lar. Existem inúmeros benefícios em ter plantas resistentes dentro de casa, como relaxamento, limpeza do ar, minimização de alergias e maior concentração.

Está decorando sua casa? Conheça as melhores ideias para decorar gastando pouco!


Mayara escreve sobre coisas que fazem seu coração bater mais forte desde 2016. Também gosta de ler, bordar, tomar café, assistir séries e afofar seu coelho (não necessariamente nessa ordem). Conheça ela no Instagram @may_paes e no @bastidordesaturno.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.