Blog
Como surgiu a palavra “vegano”?

Como surgiu a palavra “vegano”?

Você sabe como surgiu a palavra "vegan"? E sabe o que é a Vegan Society? Então acompanhe o post para descobrir!

A quantidade de pessoas se declarando veganas está crescendo muito, e isso é muito bonito de ver. Defensores de animais, ativistas e militantes estão indo às ruas e desenvolvendo campanhas na internet para mostrar os motivos de desenvolver outras formas de alimentação e estilo de vida, defendendo o planeta e mantendo os animais vivos.

Aliás, por aqui já explicamos o que é o veganismo, que vai muito além da alimentação, e já demos dicas para te ajudar na transição para o veganismo. Não é só deixar de colocar um animal morto no prato, mas repensar nossos hábitos no dia a dia, nos objetos e produtos de beleza, nas roupas, nas formas de entretenimento e muito mais.

Mas você sabe como surgiu a palavra “vegan”? E sabe o que é a Vegan Society? Então acompanhe o post para descobrir!

Não há provas de ter tido outra pessoa a usar o termo antes de Donald Watson. Mas antes, vamos contar a história dele.

donald watson
Donald Watson – foto de The Vegan Society

Donald Watson

Aos 14 anos anos, Watson, que vivia em uma fazenda, começou a perceber como os animais eram inofensivos enquanto eram usados pelo ser humano. Ele começou a sentir uma compaixão grande desde que começou a perceber a isso. Mas o ponto que o fez ser vegetariano foi ver o tio abater um dos porcos. Desde então, ele não conseguiu mais comer carne.

Em 1924, ele escreveu como resolução de Ano Novo não comer mais peixe ou carne. E em pouco tempo, os irmãos dele viraram vegetarianos também.

20 anos se passaram (1944), e Watson, sua esposa, Dorothy, e quatro amigos vegetarianos ainda se incomodavam em consumir ovos e laticínios. Eles se uniram num grupo de discussões, em busca de eliminar o uso de animais pelo homem, para alimentação, caça, mercadoria, trabalho, e todos os usos que envolviam a exploração animal.

Ele e Elsie Shrigley tentaram criar uma base desse grupo dentro da Vegetarian Society, onde eles já trabalhavam, mas provavelmente devido ao fato de eles quererem também um espaço no veículo de divulgação da Vegetarian Society para publicar especificamente sobre esse tipo de vegetarianismo — que não consumiria ovos, leite e outros produtos que exploram animais, como mel –, eles não conseguiram.

Antes de continuar sobre o termo “vegan” e sobre a Vegan Society, queremos falar um pouquinho sobre Elsie.

Elsie Shrigley
Foto de Elsie Beatrice Shrigley – Retirada de David Arioch

Elsie Beatrice Shrigley

Não se sabe muito sobre a vida de Elsie, mas há algumas informações de que ela sempre foi muito presente no ativismo.

Além disso, possivelmente ela foi a primeira pessoa que criou uma lista de produtos livres da exploração animal, em 1947. A lista foi publicada no periódico The Vegan, da Vegan Society, e contribuiu consideravelmente para facilitar a vida dos veganos da época.

Sally foi eleita para assumir a presidência da Vegan Society em 1960, e ela era tão engajada nos ideais do movimento vegano que ocupou todas as posições oficiais, entidade a qual serviu até 13 de maio de 1978, quando faleceu.

Foram 33 anos de ativismo em prol da vida dos animais!

Powered by Rock Convert

O termo “vegan”

Como o grupo de amigos não se alimentava mais de nada vindo de animal, eles não queriam mais se designar como “ovolactovegetarianos”, mas não gostavam do termo “não-ovolactovegetarianos”, ou algo do tipo.

Eles tentaram outras palavras, como “benevore”, “dairyban” e “vitan”, mas foi “vegan” a palavra escolhida por todos. Watson, que foi designado como o criador do termo “vegan”, disse em entrevista que foi algo inspiracional. Ele apenas quis tirar as letras do meio da palavra “vegetarian”: “veg-an”.

Antes de ele falecer, ele comentou que nunca imaginou ver nos dicionários a palavra “vegan” como ele chegou a ver antes de falecer.

Para eles, a definição do veganismo seria “o princípio da emancipação dos animais da exploração pelo homem”, e mais tarde foi alterada para “busca do fim do uso de animais pelo homem para alimentação, mercadoria, trabalho, caça, vivissecção e por todos os outros usos envolvendo a exploração da vida animal pelo homem”.

Vegan Society

A criação da Vegan Society foi no mesmo ano da criação do termo, em 1949.

Watson e os amigos, principalmente Elsie, se dedicaram muito no ativismo. No mesmo ano eles criaram o boletin The Vegan News, onde publicavam várias informações sobre o movimento.

Para Watson, era muito importante provar para todos que o veganismo não era uma “dieta” ou um modo de vida restrito, como o resto das pessoas achava. Ele considerava ser, aliás, um estilo de vida muito mais saudável, e isso se provou quando ele faleceu com 95 anos.

Hoje, a Vegan Society ainda existe, com vários materiais e trabalhos voluntários com o intuito de:

  • Promover o veganismo como um estilo de vida
  • Destacar a importância da vida dos outros animais
  • Cuidar de assuntos como a segurança da comida mundial e justiça social
  • Expandir o veganismo globalmente
  • Advogar em nome dos veganos em situações vulneráveis
  • Promover conhecimento sobre a nutrição e saúde vegana
  • Influenciar políticas públicas, dando aos veganos mais voz
  • Mostrar ao mundo que veganismo não é só uma opção viável: é uma forma libertária, divertida e feliz de viver.

Você tem mais alguma dúvida sobre o veganismo?

Deixe aqui embaixo! 🙂

E se você se interessou pelo veganismo, veja nossa matéria sobre como ser vegano em alguns passos.

Fonte:
David Arioch
Vegazeta
Vegan Society
Anda – Agência de Notícias de Direitos Animais
Veganismo.org.br
Vegnews

Encontre produtos veganos em um lugar só.
Compre diretamente com a marca. A gente só te ajuda a comprar.

Clique aqui para conhecer.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.