Blog
Entenda a importância do movimento “Compro de Quem Faz”

Entenda a importância do movimento “Compro de Quem Faz”

Você já ouviu falar no movimento Compro de Quem Faz (CDQF)? A iniciativa está ganhando notoriedade nos últimos anos — especialmente na internet — e alcançando pessoas interessadas em economia criativa e colaborativa.

Você já ouviu falar no movimento Compro de Quem Faz (CDQF)? A iniciativa está ganhando notoriedade nos últimos anos — especialmente na internet — e alcançando pessoas interessadas em economia criativa e colaborativa. A ação visa fortalecer a economia local através de um modo de consumo consciente, gerando, também, menos impactos no meio ambiente. Além disso, há uma forte intenção de incentivar a compra de objetos que carregam histórias, significados, amor e muita qualidade. Quer entender mais o movimento Compro de Quem Faz? Acompanhe este post!

Powered by Rock Convert

O que é o movimento Compro de Quem Faz?

O que vem na sua cabeça quando o assunto é consumo consciente? Produtos e serviços livres de mão de obra escrava e crueldade animal? Itens sustentáveis cuja fabricação não prejudica o meio ambiente? É cada vez mais comum ver grandes marcas adotando atitudes positivas — e, até certo ponto, isso é bom, pois nos ajuda a fazer compras com mais consciência. Por outro lado, consumo consciente também nos faz pensar em comprar menos e melhor. É importante lembrar, portanto, que uma empresa famosa nem sempre consegue garantir a qualidade dos seus produtos. A fim de compensar a baixa durabilidade dos seus itens, é de se esperar que a empresa funcione mediante longos e complicados processos para assegurar uma grande produção. Dessa forma, mesmo com seus produtos durando menos, é possível manter o estoque cheio e vender mais. Afinal, os clientes voltarão a comprar para satisfazer a falta do objeto anterior. Não é difícil deduzir que esse tipo de empreendimento possui, de modo geral, um retorno exorbitante perto da marca de um pequeno produtor. Sendo assim, é certo falar em consumo consciente quando compramos “conscientemente” de um negócio que gasta uma infinidade de água e recursos para operar e produzir tanto? O Compro de Quem Faz é um movimento que fortalece e valoriza o trabalho de artesãos e artistas, incentivando o consumo de objetos produzidos de forma independente, handmade, em menor escala e com mais amor. Tendo em vista o modo massivo e negativamente impactante como as pessoas consomem nos dias de hoje, é possível dizer que essa iniciativa funciona de maneira contrária ao caos. Além disso, produtos artesanais são feitos sem pressa, com cuidado e consciência, por isso são dotados de história, personalidade e valor.

Por que você deve comprar de quem faz?

Ainda não está convencido a preferir o trabalho de um produtor local? Separamos uma lista de motivos para abraçar a causa de uma vez por todas e promover a economia criativa da sua região!

Incentiva o pequeno produtor

Já parou para pensar em quantas pessoas na sua cidade sobrevivem do que suas próprias mãos fazem? Grandes marcas vendem e lucram muito todos os dias, mas um pequeno produtor é gente como a gente. Gente que trabalha com o que ama e, na maior parte dos casos, gente para quem aquele dinheiro faz toda a diferença no final do mês. Ao comprar de um artesão ou artista da sua cidade, você demonstra que valoriza e apoia o trabalho e os sonhos daquela pessoa. Muitas vezes, ao consumir de grandes marcas você financia o trabalho escravo e nem sabe disso. Portanto, ponha a mão na consciência e reflita.

Fortalece o mercado e a economia local

Quando consumimos os produtos de uma grande empresa, o retorno financeiro não fica no Brasil, na maioria das vezes. Isto é, comprando sua roupa nova em uma fast fashion internacional, por exemplo, você estará direcionando seu dinheiro para outro lugar e fortalecendo o mercado e a economia de outro local. É importante destacar também que quando as grandes indústrias são deixadas de lado você não ajuda a enriquecer quem já tem muito. Ou seja, não colabora ainda mais para a concentração de renda no mundo.

Estimula o artesanato e a cultura local

comprar de pequenas empresas É cada vez mais comum saber de substituições do homem pela máquina. Nesse sentindo, comprar de quem faz é uma maneira de estimular o trabalho artesanal e a cultura, uma vez que você contribui para que técnicas incríveis como crochê, macramê e bordado não se percam ao longo do tempo. Aqui, também podemos entrar no mérito da valorização do patrimônio histórico imaterial: o jeito como um determinado trabalho é realizado pode dizer muito a respeito de uma região e seu povo, portanto, culturalmente é algo relevante.

Adquire um produto de qualidade, feito com amor e, talvez, único

Comprar um produto artesanal é uma experiência muito diferente de consumir um item fabricado em larga escala. Quando compramos de um pequeno produtor sabemos que aquele objeto foi produzido com cuidado, sentimento e humanidade. Humanidade: é essa a palavra que define o movimento Compro de Quem Faz. Ao comprar de um artesão ou artista independente, você tem a chance de se encantar com o trabalho de alguém. Mais do que isso: tem a oportunidade de conhecer o produtor, de conversar com ele, de ter um produto especial e de perceber que é algo muito mais humano do que simplesmente fazer compras em um shopping. Comprar de quem faz nos ajuda a entender que, às vezes, o menos é mais. Quer saber como viver com mais significado? Entenda o minimalismo!

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.