Blog
Marketing Consciente: entenda o que é e como praticar

Marketing Consciente: entenda o que é e como praticar

É possível vender sem manipular ou criar competição com outras empresas e ainda sem subestimar o consumidor. Entenda sobre o marketing consciente!

Durante meus anos de faculdade, li bastante sobre a arte de fazer marketing. No entanto, na maioria esmagadora desses textos, esse conceito se misturava com práticas nada legais, como manipulação e competição. Isso me fazia pensar que o objetivo de empresas que agem de tal forma é unicamente conseguir com que os consumidores compre seus produtos ou serviços.

Porém, existem dois pontos que todo negócio atual deve se atentar: a mudança de comportamento do consumidor e a concorrência acirrada do mercado. Isso significa que é necessário pensar fora da caixa (e além do seu umbigo) para criar um relacionamento sincero e duradouro com seu público.

Acompanhe o post para entender o que é marketing consciente e descubra como praticá-lo no seu empreendimento!

O que é marketing consciente?

Após ler essa introdução, talvez você esteja questionando o que tem a ver mudanças no comportamento do consumidor, concorrência e marketing consciente. Acertei? Se antes as pessoas já não compravam por comprar, imagina hoje, que existe uma infinidade de opções no mercado.

Atualmente, os clientes não buscam apenas por um produto ou serviço. Eles querem estabelecer um relacionamento com as marcas — especialmente aquelas que demonstram um posicionamento ético e compartilham seus valores.

Nesse contexto, o marketing consciente surge como uma prática positiva, cujo objetivo é orientar na execução de produtos, serviços e outras ações corporativas que contribuem com a sociedade e o mundo.

Como implementar o marketing consciente na sua empresa?

Vise benefícios além do comercial

Para introduzir o marketing consciente é preciso que sua empresa seja socialmente responsável. E isso significa se preocupar com questões que vão além do seu orçamento e do cumprimento de obrigações legais. Isso ficará mais claro nos próximos tópicos.

Não tenha medo de se posicionar

Photo by Christina Morillo from Pexels

Sabemos que nenhum negócio deseja impactos negativos ao levantar campanhas com temas polêmicos (ainda mais os que estão começando). Todavia, trata-se de um risco que a história mostra ter valido a pena para grandes nomes que tinham muito a perder, como a Nike.

A empresa estadunidense apoiou o jogador de futebol Colin Kaepernick que protestou contra o racismo e a repressão policial. Num primeiro momento, diversos consumidores se rebelaram, queimando os produtos da marca. No entanto, pouco tempo depois, as ações da corporação bateram recorde e as vendas aumentaram consideravelmente.

Powered by Rock Convert

Entenda o “5º P”

Quando se trata do marketing tradicional, talvez você já tenha ouvido falar nos  4 P’s (Praça, Produto, Preço e Promoção). Não há dúvidas de que todos eles são essenciais para estruturar boas campanhas. Entretanto, no marketing consciente há um 5º P para ser incluído nesse grupo: o Propósito.

Como já falamos, as pessoas não querem comprar um produto ou um serviço apenas. Por isso, é fundamental oferecer um propósito com o que está vendendo. Por exemplo: ao vender uma bolsa vegana, você está oferecendo um produto 100% livre de origem animal cujos insumos não prejudicam tanto o meio ambiente quanto o tradicional, fortalecendo, assim, movimentos em que muitas pessoas acreditam.

Observe os impactos no meio ambiente

Para o marketing da sua empresa ser consciente é preciso verificar os impactos de suas ações no meio ambiente. Panfletos em excesso, embalagens de plástico (e outros descartáveis) e uma logística mal planejada, por exemplo, são alguns pontos que seu negócio precisa reavaliar.

Explique os processos dos seus produtos

Você vende comida? Explique sobre a seleção de ingredientes, os processos de estocagem e outras curiosidades acerca da cozinha da sua empresa. Vende sabonetes artesanais? Compartilhe os benefícios de cada erva utilizada e os procedimentos necessários para a execução do produto.

Essas são apenas algumas ideias do que pode ser feito para aproximar o consumidor do seu negócio. Essa transparência é uma ótima maneira de fazer marketing consciente sem investimentos estratosféricos. Os stories do Instagram, por exemplo, é uma ferramenta incrível para essa tarefa.

Agora, se você usa algum insumo questionável, não adianta tentar disfarçar por meio de eufemismos nos rótulos. Em algum momento, o cliente vai pesquisar e descobrir a verdade sobre o que sua marca está ofertando — e isso pode ficar bem feio para sua imagem.

Saiba se comunicar

É bacana mostrar suas ações, mas tenha em mente que o excesso de informação pode incomodar o consumidor. Isso dado que, em algumas situações, passa a impressão de que a empresa só tem determinadas atitudes para se aparecer e conquistar a preferência comercial do público. Seja relevante, mas lembre-se de ser oportuno também.

As pessoas percebem e valorizam quando uma empresa está verdadeiramente interessada em melhorar e apoiar causas importantes. Sendo assim, vá com calma. Não dá para mudar tudo de uma vez. Estude mais sobre o marketing consciente e posicione sua marca de maneira natural, combinado?


Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário para que possamos ajudar!


Mayara escreve sobre coisas que fazem seu coração bater mais forte desde 2016. Também gosta de ler, bordar, tomar café, assistir séries e afofar seu coelho (não necessariamente nessa ordem). Conheça ela no Instagram @may_paes e no @bastidordesaturno.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.