Blog
Narrativas femininas: protagonistas com histórias que inspiram

Narrativas femininas: protagonistas com histórias que inspiram

Algumas histórias têm o poder não só de emocionar como de despertar o melhor que podemos ser. Conheça algumas protagonistas inspiradoras!

Você já assistiu ou leu algo que iluminou sua forma de pensar? Ou até que mudou sua vida? Pode parecer exagero, mas algumas histórias têm o poder não só de emocionar como também de despertar o melhor que podemos ser.

Isso é bastante comum quando as narrativas são construídas cuidadosamente a partir dos vários olhares, desafios, dores e prazeres femininos. A justificativa para tanto é o fato de elas provocarem uma  identificação da telespectadora com a pluralidade e, ao mesmo tempo, com a singularidade que é ser mulher.

Histórias fictícias bem desenvolvidas também desempenham uma forte influência na realidade das pessoas. Sendo assim, o que acha de conhecer algumas protagonistas inspiradoras? Confira a lista com as melhores narrativas femininas em livros e filmes!

Livros

Americanah

A nossa primeira indicação de narrativa feminina é a história de Ifemelu, que traz inúmeras análises acerca de questões raciais, sociais, de imigração e de aceitação. Em seu terceiro romance, a renomada escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie compartilha conosco todos os dilemas e desafios que sua protagonista precisou enfrentar para sobreviver, trabalhar e estudar nos Estados Unidos.

Não daremos spoiler, mas podemos garantir que Americanah produz identificação no leitor, um sentimento essencial para um bom livro.

Agora, propomos uma reflexão para você. Olhe para seus livros: quantos foram escritos por pessoas negras e africanas? Estamos tão acostumadas com obras americanas e europeias que não enxergamos ótimos trabalhos como o de Adichie.

Falamos tanto em diversidade, mas um estudo do livro Literatura Brasileira Contemporânea – Um território contestado (2012) mostrou que a maioria dos autores consumidos são homens brancos e moradores de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro. Além disso, as personagens negras são quase inexistentes em nossa literatura.

Persepólis

Um leitor desacostumado com esse tipo de obra pode deduzir que Persepólis é um exemplar infantil. No entanto, o livro em quadrinhos não só é direcionado ao público adulto como também conta a história real de sua autora e ilustradora franco-iraniana Marjane Satrapi.

Persepólis é um retrato da vida no Irã depois da Revolução Islâmica de 1979. Marjane descreve o impacto da ditadura, da guerra contra o Iraque e da religião na vida social e pessoal dos cidadãos iranianos.

Orgulho e Preconceito

O que uma escritora clássica tem para nos dizer sobre narrativas femininas? Jane Austen, mesmo sem saber, criou histórias que estão intimamente ligadas ao feminismo. A autora viveu numa época em que mulheres sequer podiam sonhar em escrever — isso, por si só, denota o quanto ela lutou contra o machismo de seu tempo, não é mesmo?

Powered by Rock Convert

Em Orgulho e Preconceito encontramos mais do que uma história de amor entre Elizabeth e Darcy. A obra traz uma crítica forte ao papel da mulher na sociedade e às relações familiares. A prova disso está no fato de que tanto escritora quanto protagonista não se contentavam com o estereótipo de vida ideal para uma moça do século XVIII: arranjar um bom casamento.

Filmes

Becoming ou Minha história, em português

Após o sucesso do seu livro, Michelle Obama rodou 34 cidades dos EUA em uma turnê. A mulher lotou estádios em bate-papos, recebeu fãs e participou de rodas com jovens de comunidades locais. Essa viagem inesquecível virou um filme na Netflix e tem o mesmo nome da obra, Becoming, ou Minha história, em português.

Mais do que mostrar esse momento marcante na vida e na carreira da ex-primeira-dama, o filme mostra quem é Michelle Obama e compartilha dificuldades e superações em sua trajetória como mulher negra nos Estados Unidos.

Adoráveis Mulheres

Para nós, mulheres, chega a ser doloroso assistir alguns filmes de época. É difícil imaginar que nossas antecessoras foram submetidas a convenções sociais machistas e viveram à mercê das decisões de um homem. Contudo, em Adoráveis Mulheres assistimos algo um pouco diferente disso.

O filme quebra com uma série de paradigmas para suas personagens sem divergir do contexto histórico. Um exemplo disso é o fato das mulheres darem um jeito de sobreviver sem um patriarca, apesar da complicada situação financeira da família.

Outro ponto positivo de Adoráveis Mulheres é a predominância de narrativas femininas além da decidida protagonista Jo, e isso não se dá por caráter meramente quantitativo. As irmãs March não são estereotipadas, uma vez que cada uma possui personalidade e história individual que vale a pena acompanhar. O mesmo vale para a matriarca.

Estrelas Além do Tempo

Para fechar com chave de ouro, Estrelas Além do Tempo dá um show de representatividade. O longa traz de modo fiel os obstáculos de ser mulher, negra e cientista nos Estados Unidos dos anos 1960 (mas fica nítido o quanto disso ainda está presente nos dias de hoje).

Embora o foco seja o protagonismo da mulher negra, é válido destacar o papel da supervisora Vivian Michel quanto mulher branca. Precisamos repensar essa competitividade e a dificuldade que algumas de nós tem em apoiar umas às outras.

 Todavia, apesar de abordar temas tão importantes e pesados, é surpreendente ver que o filme utiliza de uma linguagem leve e didática.


Não sei por aí, mas por aqui bateu forte a vontade de ler e assistir, outra vez, todas essas histórias de mulheres incríveis. Nada como aproveitar esse tempo de ficar em casa para acompanhar narrativas femininas e tirar alguma inspiração disso, não?

Faltou mencionar algum livro ou filme neste post? Deixe um comentário!


Mayara escreve sobre coisas que fazem seu coração bater mais forte desde 2016. Também gosta de ler, bordar, tomar café, assistir séries e afofar seu coelho (não necessariamente nessa ordem). Conheça ela no Instagram @may_paes!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.