Blog
O Dia das Mães na pandemia: reflexões

O Dia das Mães na pandemia: reflexões

Você sabe como e onde surgiu o Dia das Mães? Nesse momento delicado em que vivemos de pandemia, que tal repensar seu consumo e se doar mais?

Tudo começou quando Anna Jarvis resolveu, em 1905, organizar um dia para homenagear a mãe, que tinha falecido. Em 10 de maio, o segundo domingo de maio daquele ano, ela organizou um culto na Igreja Metodista em homenagem às mães, para mostrar a importância da figura de uma mãe na família.

Os governantes do estado de Virgínia, onde ela morava, acharam interessante aquele movimento, e instituíram em 1910 como data comemorativa do estado. Dali em diante, vários outros estados dos Estados Unidos incorporaram a data e, em 1914, o Governo Federal dos EUA oficializou a comemoração em todo o país.

A comemoração da data chegou ao Brasil em 1918, promovida pela Associação Cristã de Porto Alegre, e em 1932 Getúlio Vargas incorporou a data ao calendário.

Presentes e presença

A sociedade ocidental baseada na economia capitalista vincula as datas comemorativas a presentes, e, como em outros casos, as marcas e a mídia em geral conseguiram abrir a brecha para a necessidade do presente nessa data.

Veja que não estamos aqui colocando em pauta que você deve ou não presentear a sua mãe, mas sim que, acima de tudo, a data é para valorizar a figura materna da família, e não somente para materializar em um objeto (apesar de, claramente, isso já ter sido até normatizado: as mães já esperam um presente ou um agrado nesse prestigiado dia hehe).

O fato é que, com a pandemia, muitos filhos e famílias estão separados, principalmente pela questão da responsabilidade social de contaminação, e por isso há casos de pessoas mais idosas em isolamento total.

É importante, nesse ou em outros casos, considerar que (geralmente) um presente não fará tanta importância quanto a sua presença 🙂 Por isso, mesmo se for presentear, tente ligar (em vídeo ou por telefone mesmo) ou se entregar de corpo e alma ao momento com ela (caso more com ela).

Powered by Rock Convert

Considere rever o motivo da existência dessa data e estar mais presente, mesmo que online! Dê atenção, pergunte como ela se sente com tudo isso acontecendo. Mais que presentes, dê presença! <3

Chamada de vídeo pais. Presença online. Dia das mães coronavírus
Freepik

Reflexão

E, claro, pode presentar também. Como dissemos acima, a questão aqui não é a dicotomia entre certo e errado, e sim a reflexão, a diminuição do consumo e a mudança de comportamento.

Sem contar, que, por causa da pandemia, apoiar o pequeno negócio também fará diferença no orçamento de muitas famílias: mais de 20 milhões de mulheres empreendem no Brasil.

Por isso, se for dar um presente, considere comprar de pequenos e médios negócios, se for possível. Muitas lojas e marcas estão entregando e, se você não viu, fizemos em 2019 um post com 6 sugestões de presentes para as mães, em que damos ideias de presentes baratinhos faça-você-mesmo, experiências ou mesmo presentes físicos.


Esperamos que este dia seja mais especial que o normal! E, claro, não precisa ser (só) mãe: pode ser avó, tia, ou quem te criou e te trouxe a figura materna que hoje existe no seu coração.

Feliz Dia 🙂


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.