Blog
Por que aderir ao veganismo? 5 motivos para você refletir!

Por que aderir ao veganismo? 5 motivos para você refletir!

Ser vegan@ não é tão caro e complicado quanto parece. Você ainda tem dúvidas de que esse estilo de vida é a melhor escolha para você? Acompanhe este post com 5 motivos para abraçar o veganismo no seu dia a dia daqui para frente.

Segundo definição da Vegan Society, o veganismo é um jeito de viver — ou, simplesmente, uma escolha — que busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e crueldade contra os animais na alimentação, no vestuário, na higiene ou em qualquer outro aspecto.

Ser vegan@ não é tão caro e complicado quanto parece. Você ainda tem dúvidas de que esse estilo de vida é a melhor escolha para você? Acompanhe este post com 5 motivos para abraçar o veganismo no seu dia a dia daqui para frente.

1. Ética

Você já parou para pensar na quantidade de animais que são abatidos no Brasil, e no mundo, para produzir alimentos, roupas, itens de higiene e de beleza, entre outras coisas? Esses bichos são sencientes, isto é, são capazes de sentir dor, tristeza e alegria do mesmo modo que cães e gatos domésticos.

Nesse sentido, a ética é o principal pilar que sustenta o veganismo, pois a filosofia visa o respeito e a consideração para com todo tipo de ser vivente, uma vez que essas criaturas são mais do que meros objetos para satisfazer os interesses humanos.

É preciso entender que a ideia divulgada de “fazendas felizes” não existe na esmagadora maioria dos casos. Na realidade, esses locais são indústrias; os animais, as máquinas. Para entender melhor sobre o assunto, você pode recorrer a diversos documentários — alguns estão disponíveis na Netflix, inclusive.

2. Saúde

Como qualquer dieta, o veganismo requer alguns cuidados. Por outro lado, o maior consumo de alimentos de origem vegetal e a restrição de produtos oriundos do reino animal geram efeitos positivos para a saúde.

Pessoas que adotam hábitos mais naturais têm menos chances de desenvolver doenças crônicas não transmissíveis, tal como hipertensão, diabetes, obesidade, vários tipos de câncer e outros. Para tanto, é possível substituir muitos dos alimentos considerados indispensáveis para uma dieta saudável e balanceada.

Acha pouco econômico e difícil se alimentar de forma saudável e vegana? Essa é a impressão que algumas pessoas têm antes de estudar melhor o movimento. Uma dica para desmistificar esse pensamento é acompanhar o perfil @veganoperiferico no Instagram.

Além disso, os produtos de beleza que são testados em ratos, coelhos e outros pequenos bichos, podem ser trocados por ingredientes veganos que são facilmente encontrados na sua cozinha.

3. Meio ambiente

Você sabia que uma alimentação baseada em produtos 100% livres de origem animal pode causar impactos positivos no meio ambiente? Veja alguns exemplos de problemas ambientais sérios relacionados ao setor pecuário:

  • desmatamento da floresta Amazônica e de outros biomas para criação de pastos;
  • erosão do solo;
  • emissões de gases causadores do efeito estufa;
  • contaminação de mananciais aquíferos.

Além de todos esses desastres, a produção de vegetais é muito mais eficiente do que a criação de animais para consumo. Isso dado que uma plantação de milho de 100 hectares, por exemplo, alimenta cerca de 2.500 pessoas, enquanto a pecuária, usando a mesma área, não consegue alimentar mais do que 8 indivíduos.

4. Sociedade

Não podemos esquecer que a atividade pecuária também contribui fortemente para o desperdício global de alimentos. Um exemplo disso é o fato de que são gastos de 2 a 10 quilos de proteína vegetal para produzir somente 1 quilo de proteína animal.

Aliás, você sabia que 97% do farelo de soja e 60% do milho produzidos no mundo não são utilizados como alimento humano, mas como ração para os animais confinados em fazendas e granjas industriais?

Nesse contexto, é preciso ter em mente o 1 bilhão de pessoas que passam fome e que não possuem água limpa para beber enquanto toda essa comida é manipulada de maneira pouco responsável. Ademais, outra grande questão da pecuária é o alto índice de trabalho escravo ou de trabalhadores em condições análogas à escravidão no setor (cerca de 80%).

Sendo assim, ao comprar seu alimento de produtores locais, você está contribuindo diretamente para um comércio mais justo, apoiando o trabalho de uma pessoa real — em vez de enriquecer ainda mais uma grande indústria — e fortalecendo a economia da sua região.

5. Economia

ser vegano é caro

Aderir ao veganismo pode ser uma prática benéfica para seu bolso, sim. Por que não? Pegue uma ecobag estilosa, vá para a feira do seu bairro e faça as contas ao comprar frutas, verduras, legumes e cereais. Tudo isso é mais barato, fresco e saudável do que alimentos de origem animal.

O veganismo é mais do que uma dieta: é resistência. É pensar nos animais e nas pessoas que serão prejudicados por causa dos caprichos de alguns indivíduos. É entender que ninguém é melhor do que ninguém, seja gente ou bicho.

Ser vegan ainda é um mistério para você? Deixe um comentário com a sua dúvida. Estamos aqui para ajudar.


2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.