Blog
Uma reflexão sobre empreendedorismo e sagrado feminino

Uma reflexão sobre empreendedorismo e sagrado feminino

Houve um crescimento do número de mulheres que comandam o próprio negócio. Acompanhe este post para refletir sobre empreendedorismo e sagrado feminino.

Desemprego, salários inferiores aos de homens que ocupam o mesmo cargo, assédio,  necessidade de estar com os filhos… Quantos desafios enfrentamos para conseguir um espaço no mercado de trabalho, não é mesmo? Tudo isso culminou no crescimento do número de mulheres que comandam o próprio negócio.

Acontece que muitas de nós encaram o empreendedorismo como uma trajetória solitária, quando, na verdade, se trata de um ato coletivo. Nesse sentido, o Buscavegan tem o papel de apoiar as pequenas empresas, especialmente as que são geridas por mulheres, pois acreditamos que juntas somos mais fortes.

O empreendedorismo feminino não deve ser glamourizado. Até porque a vida não fica mais fácil com um CNPJ. Empreender tem seus altos e baixos,o que só reforça a precisão de se trabalhar com algo que se encaixe no seu estilo de vida e que você ame.

Acompanhe este post para refletir comigo sobre empreendedorismo e sagrado feminino.

O que é sagrado feminino?

Ao longo dos séculos, nós, mulheres, abandonamos rituais que antes faziam parte do nosso dia a dia. Nos afastamos da nossa feminilidade divina, sentimos nojo da nossa menstruação, ignoramos nossa ancestralidade,desconectamos nossa natureza selvagem.

Tudo isso contribuiu para que parte de nós permanecesse adormecida por muito tempo. Nesse contexto, relatos de mulheres que não se sentem completas com a vida que levam se tornaram comuns. Sempre tão envolvidas com as preocupações e os acontecimentos modernos, elas simplesmente ignoram os sinais que seus corpos dão.

Porém, devido à asfixia gerada pela onda tecnológica dos últimos anos, está mais forte esse chamado interior para resgatar a conexão com essa versão de nós. Aos poucos, a mulher vem despertando a consciência da sua essência feminina. Um nova consciência acerca de si mesma.

O sagrado feminino tem a ver com a sintonia do corpo, do emocional e dos ciclos da mulher com a natureza. Isto é, retomar a ligação com seu universo e sabedoria interior, com sua versão mais genuína, para, assim, reconhecer sua força.

Powered by Rock Convert

Qual a relação do empreendedorismo com o sagrado feminino?

O sagrado feminino entende o trabalho como uma expressão da função da mulher no mundo. Sendo assim, o autoconhecimento é bastante necessário nesse campo, uma vez que precisamos compreender plenamente quem somos e o nosso lugar para, só então, entender nossa relação com a profissão.

O que faz você gostar de trabalhar? O que espera do seu negócio? Como ele a completa? Ele favorece suas virtudes de alguma maneira? Faça esses questionamentos a si mesma. É preciso se interpretar para descobrir o papel do empreendedorismo na sua vida.

Para o sagrado feminino, não há motivos para abnegarmos parte de nossa essência: a mulher maternal, amorosa e sensível — atributos que até hoje são mal vistos por profissionais de muitas áreas. Não precisamos ser sempre ágeis, assertivas e competitivas — qualidades ditas como “masculinas”.

 É importante desconstruirmos tudo isso, pois merecemos ser livres para trabalhar com o que amamos, sendo quem somos de verdade. Podemos ser emotivas, comunitárias, intuitivas… É importante cultivar nossas características mais autênticas. Até porque, assim, aprimoramos nossa criatividade, que é bastante valorizada no mercado de trabalho.

O  jeito feminino de ver e fazer as coisas não deve ser reprimido e desvalorizado. Temos a nossa própria forma de fazer negócio: buscamos por um equilíbrio entre a nossa vida profissional e pessoal. Desejamos um lucro que vá além do dinheiro e do status. Almejamos saúde — física, mental e emocional —, mais tempo com a família, relacionamentos saudáveis e um trabalho que represente quem somos e que faça sentido para nossa alma.

Como se conectar com seu sagrado feminino?

conexão com o sagrado feminino
Photo by Alina Vilchenko from Pexels

Deseja estabelecer uma relação mais saudável e intuitiva com seu empreendimento? Conecte-se com seu feminino, volte-se para dentro. Sinta, intua. Separamos algumas dicas para ajudar você nessa missão. Veja:

  • descanse o corpo e a mente. Saiba a hora de parar e silenciar;
  • contemple as fases da lua. Observe de que forma esses ciclos interferem nas suas emoções;
  • esteja em contato com a natureza. Ande descalça na grama, nade no mar, cuide de plantas etc;
  • conheça seu corpo e seu ciclo menstrual;
  • não se reprima. Permita-se sentir tristeza, alegria, raiva, amor, ciúme ou qualquer outro sentimento. Acolha suas emoções;
  • medite;
  • deixe fluir sua intuição. Cante, dance, pinte, crie! Cultive habilidades que aflorem seus sentimentos. Apenas faça o que seu corpo sente vontade, sem julgamentos e expectativas;
  • conecte-se com outras mulheres. Aprenda a reconhecer a força e a beleza de cada uma.

O autoconhecimento é a chave para um empreendimento feminino florescer. Quando trabalhamos com o que move nossa alma, nada fica mais fácil, mas, com certeza, temos mais força para encarar os desafios.

Agora, responda para nós, mas também para si mesma: o que move você? Deixe um comentário!


Mayara escreve sobre coisas que fazem seu coração bater mais forte desde 2016. Também gosta de ler, bordar, tomar café, assistir séries e afofar seu coelho (não necessariamente nessa ordem). Conheça ela no Instagram @may_paes e no @bastidordesaturno.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.